Por que a França?

Tema do Festival de 2017

Saul Galvão era apaixonado por Paris

Não é só no nome que a França se fez presente na vida deste ilustre Jauense. Saul Galvão de França Junior adorava ir à França (nos anos 90, comprou inclusive um apartamento em Paris) e, aproveitando as viagens, fez estágios em restaurantes estrelados, como o Troisgros. Esse contato foi fundamental para Saul se tornar um dos maiores críticos gastronômicos do país.

Desmistificar a culinária francesa

A França é o berço da gastronomia, sendo geralmente o primeiro tema a ser estudado nos cursos de Gastronomia. Mas também por esse motivo ela é vista como requintada, gourmet e inacessível.

E a proposta do Tema é exatamente desmistificar essa imagem elitista da culinária francesa, a partir da simplicidade de receitas, dos temperos e molhos que estão presentes nos mais diversos pratos, da cultura de comidas de rua, cada região têm os seus pratos tradicionais e típicos feito com produtos locais.

O país é muito mais do que Bistrôs, queijos e vinhos. Sua variedade de sabores é muito rica e deve inspirar os participantes em suas criações para o evento. E permitir que toda a população possa provar um pedacinho da França.